Geração

e quando nos tratam por ‘geração’?
e quando fazemos parte de um grupo influenciado pelo tempo de agora, pela sociedade de agora, pelas ondas e tendências, costumes e cultura, formas de pensar, situação económica e política? há muitas formas de olhar para o indivíduo. neste caso ele é anulado e faz parte de um grupo. por muito que nos custe fazemos parte de um todo e não somos isolados. por muito que nos custe há muita coisa à qual não podemos fugir. por muito que nos custe, não somos sempre indivíduos. não gosto de fazer parte de uma perspetiva social, não gosto de fazer parte de estudos de sociologia, mas são estudos que têm de ser feitos e que dizem muito. não gosto de pertencer a uma ‘geração’, mas a verdade é que pertenço! e quando mudo de perspetiva, quando deixo de me encarar como um indivíduo e olho para mim como alguém, como tantos outros, que nasceu em 1990 num país chamado Portugal alguma coisa (muita!) é acrescentada à ideia que tenho de mim. não é necessariamente uma anulação. é apenas uma perspetiva diferente e, como tal, conta-nos outra história.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s