É assim:

Há uma conexão. Há várias conexões a serem descobertas.

É este o jogo.

Eu sinto. E tu? Também sentes? As mãos podiam ser dadas mais vezes. Mais facilmente. Sem proibições. Sem vergonhas. Eu quero, eu dou. Afinal o que significa dar a mão? Só isso. É só fazer uma conexão que tem mesmo de ser feita naquele momento. Tudo pede. Nós é que evitamos e mais tarde o sonho vai tornar-se muito, demasiado intenso. Qual sonho? O que me conta o meu desejo por ti. O mundo grita-nos: vai! Mas nós dizemos que não, porque não queremos ser abanados.

Advertisements