‘Desde las entrañas’

Uma conversa muito inspiradora com Sergi Torres. Foi revelador este ‘desde las entrañas’. Diz tudo, porque temos tentado controlar a mente através da mente. É lógico que não funciona. Quando ‘somos’ a partir do centro, a mente cai logo. É impossível fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Quando somos a partir do centro, a vida surge, o que quer que isso signifique. Muitas vezes é um grito, um choro ou uma ação urgente, uma canção cantada, algumas palavras.

Temos de reaprender a estar, a ser vida, a permitir que ela se manifeste em nós.

Estamos sentados apenas prontos para estar sentados até que a mente diga, por hoje já está? Não estamos prontos para mais? Não permitimos mais?

Estar presente é permitir. É estar num espaço novo e criativo. Ser vulnerável.

Onde pões a tua atenção? É mecânico!